Dionaea Giant Trap Erect Leaf

thumbnail_20191011_085642
thumbnail_20191011_085702

Dionaea Giant Trap Erect Leaf

R$150,00

Disponibilidade: Fora de estoque Categoria: Tags: , , , , , , , ,
  • Descrição
  • Size Guide
  • Informação adicional
  • Avaliações (0)

Descrição

PAC acima de 7 dias, aconselhável solicitar via SEDEX ou Transportadora, para não gerar danos à planta.

Planta enviada conforme fotos. Todas as mudas serão enviadas sem vasos (evitando assim a oneração no valor do frete), as raízes são devidamente protegidas por musgo umedecido ou o substrato em que se encontram.

Para ter idéia de tamanho, foto com régua ou moeda.

Lembrando que nossos envios são realizados nas Segundas (Correios) e Terças (Transportadora).
Termos e Condições da Loja antes de finalizar pedido.
Dúvidas: vendas@plantascarnivorasbrasil.com.br ou Whats:(047)3465-6809

Transportadora: A transportadora realiza somente 01 (uma) tentativa de entrega no local informado, sendo assim, é indispensável que permaneça alguém no endereço indicado para receber o produto e assinar o comprovante de entrega. Caso a tentativa não tenha sucesso pelo fato de ninguém estar no local de entrega para receber a mercadoria, ela volta para a filial da transportadora, e será reentregue somente depois do contato com o cliente. Se a transportadora cobrar reentrega, o valor poderá ser cobrado do cliente.

Dicas de Cultivo

Exemplos de Solo: Turfa e areia, Turfa e Perlita, Musgo Sphagnum puro, Musgo Sphagnum e Perlita, Musgo Sphagnum + Perlita+ Casca de Arroz Carbonizada, Turfa e Musgo Sphagnum, além do Substrato Pronto a base de Musgo Sphagnum.  Muitos cultivadores vêem testando seu próprio substrato devido às variações de clima em todo o Brasil.

Recipientes: Melhor desenvolvimento em vaso plástico. Use vasos de 10 a 12,5 cm para plantas adultas. Se dão bem em minibogs mais profundos.

Rega: Use o método de bandeja, mantendo o solo úmido para molhar durante todo o ano. As armadilhas não apreciam condições de alagamento persistente.

Luz: Sol pleno.

Clima: Plantas temperadas quentes precisam de verões quentes e invernos frios. Tolerante a geada leve.

Dormência: Exigem entrar em dormência no inverno, um período em que elas geralmente param de crescer.

Aclimatação: Manter em local claro nos primeiros dias, sem sol direto.

Importante ressaltar que temos climas diferentes em todo o Brasil, estes são cuidados básicos, mas que podem divergir em algumas regiões.

 

Planta Carnívora (Dionaea Muscipula)
Nativa do sudeste da Carolina Norte e do nordeste da Carolina do Sul.
Normalmente encontradas em planícies abertas, ensolaradas e úmidas como savanas, pastagens ou em meio a pinheiros escassamente dispersos.
No verão, os dias são quentes e as noites quentes.
Os invernos são frios, com períodos ocasionais de geada, mas apenas raramente nevam, e os congelamentos duros são breves.
As Dionaeas muscipulas são perenes. Cultivadas a partir de sementes, elas geralmente levam cerca de quatro a cinco anos para atingir a maturidade e podem viver por muitas décadas.
As plantas maduras produzem uma roseta de folhas com uma média de 10 a 20 cm de diâmetro. As folhas consistem em duas partes: o pecíolo (na verdade, uma base de folha expandida) e a armadilha, que é a folha verdadeira. Plantas adultas geralmente têm armadilhas com uma média de 2,5 cm de comprimento.
As folhas surgem de um rizoma curto e espesso ou de uma haste subterrânea. As poucas raízes grossas e pretas possuem em torno de 15 cm de comprimento.
As plantas geralmente florescem na primavera, enviando um caule de 20 a 30,5 cm de altura. Mas a floração pode ter um efeito exaustivo sobre as plantas em cultivo, então, a menos que você queira sementes, é melhor cortar o talo da flor quando tiver 5 a 7,5 cm de altura.
Após a floração, à medida que o verão se aproxima são produzidas armadilhas maiores e mantêm a produção de folhas ao longo desta estação. Folhas mais velhas, com várias semanas de idade, ficam pretas e morrem, sendo necessário cortá-las.
À medida que o outono se aproxima, todas as folhas de verão morrem e são substituídas por armadilhas menores e de baixo crescimento.
Nos invernos suaves, algumas dessas armadilhas permanecem, mas reagem indiferentemente à captura de insetos. Durante geadas duras, todas as folhas podem morrer.
A armadilha consiste em duas metades não muito diferentes de uma concha. As margens externas são revestidas com dentes ou cílios. Quando a armadilha está aberta, as duas metades ou lóbulos são realmente côncavos ou côncavos para dentro. Cada lobo tem três ou quatro pequenos pêlos de gatilho no centro. Um doce néctar é produzido por glândulas encontradas ao longo da base interna dos dentes que circundam a armadilha. Insetos, na maioria das vezes formigas ou moscas, são atraídos por esse néctar. Conforme o inseto se movimenta, bebendo o néctar, ele acaba tocando ou dobrando dois dos minúsculos pêlos do gatilho. A armadilha se fecha, fazendo com que os dentes se entrelaçam prendendo o inseto em uma gaiola.
A armadilha não fecha imediatamente. Mas se um inseto maior for capturado, seu esforço estimulará ainda mais os pêlos do gatilho. Em poucas horas, os lóbulos são pressionados juntos e a armadilha se fecha. Glândulas na superfície interna dos lobos começam a secretar sucos digestivos. Logo o inseto se afoga nesse fluido.
A Dionaea Muscipula leva de quatro a dez dias para digerir sua presa. As partes moles do inseto são dissolvidas e este fluido é absorvido pela planta. Quando a armadilha reabrir, apenas o exoesqueleto seco e murcho do inseto permanece. A chuva lava a carcaça da armadilha.
Cada armadilha pode pegar de uma a três refeições, depois a armadilha e o pecíolo morrem e ficam pretos. Dependendo da idade da folha ou do tamanho da presa, uma armadilha pode ficar preta após uma refeição, isto é normal.
Referência Bibliográfica: The Savage Garden

Informação adicional

Peso 300 g
Dimensões 12 × 12 × 6 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.


Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.